nav-left cat-right
cat-right

Mosaicos: mix de cores e reaproveitamento de materiais na decoração

"O Fauno e a Ninfa": mosaico encontrado em Pompeia, Itália.

Um dos principais elementos decorativos utilizados na atualidade são os mosaicos. Tradicionais e com inúmeras possibilidades, podem modificar e tornar exclusivo uma parede, um móvel, um espaço. Veja na dica de Heloisa Ferreira como utilizá-los bem.

Um mosaico não é a simples arte de juntar e colar “cacos”. Importantes nomes, como o do desenhista e muralista Paulo Werneck (1907/1987), elaboraram belos projetos e paineis que ficaram registrados na história da arte e da arquitetura. Um painel de mosaico insere um toque de arte e cor num espaço, contribuindo para “quebrar” a formalidade ou monotonia de um ambiente. Dependendo do material (re)utilizado também pode acrescentar um mix de texturas, criando assim um visual original e criativo.

Belíssimo painel em mosaico de Paulo Werneck no Edifício das Seguradoras no Rio. Clique para ver maior.

Aplicar um detalhe personalizado num recanto da casa, fachada ou ambiente comercial, aliando à possibilidade de reciclar e reaproveitar materiais – reduzindo gastos, desperdício e diminuindo a produção de entulho – é também uma das vantagens de inserir os mosaicos na decoração. Diversos materiais (azulejos, ladrilho hidráulico, pedras, pastilhas cerâmicas, pastilhas de coco, de vidro reciclado, bambu, cortiça, mármore, vidro colorido, etc.) podem ser reaproveitados para compor um belo painel ou um detalhe decorativo com mosaico.

Espelho da Bangalô Brasil com borda em mosaico.

Os detalhes ajudam a renovar o visual da casa e podem estar presentes em: painéis, cachepôs, bancos, tampos de mesas, bordas nas paredes da cozinha ou banheiro, em um tapete “frio”, nos detalhes de um piso para delimitar recantos, espaços, caminhos e o que mais a criatividade permitir.

Lindo mosaico de pastilhas em vidro com imagem de maçã feito pela Nueva GlassDecor Brasil.

Vale lembrar que, no momento de elaborar um projeto, bom senso é fundamental para criar um visual harmonioso. Evite intervenções e composições muito radicais em pisos, fachadas, paredes, enfim, em locais que exigem altos gastos e muito trabalho para modificá-los. É importante observar os tons, as cores e as estampas que já estão presentes no ambiente, para evitar que o espaço fique visualmente poluído. Seguindo tais recomendações é possível inserir um toque de cor, arte e renovar o astral da casa, reciclando e gastando pouco.

Visite o blog de Heloisa Ferreira

Related Posts with Thumbnails
Share

Deixe um Comentário