nav-left cat-right
cat-right

Faça você mesmo ou… DIY!

Um excelente exemplo de reciclagem, as latas pintadas foram reaproveitadas para criar nichos em frente à mesa de estudo. Uma boa dose de tinta as transformam, mas há que ter muito cuidado com o acabamento de latas cuja tampa não venham com acabamento de fábrica - isto é, sem rebarbas de metal.

Um excelente exemplo de reciclagem, as latas pintadas foram reaproveitadas para criar nichos em frente à mesa de estudo. Uma boa dose de tinta as transformam, mas há que ter muito cuidado com o acabamento de latas cuja tampa não venham com acabamento de fábrica – isto é, sem rebarbas de metal.

Eu não costumo fazer este tipo de post por aqui até por que eu “não faço eu mesma”, eu encomendo… image23
E nisso não há nada demais: ao mesmo tempo em que conheço diversos profissionais, artesãos e pessoas comuns que sabem fazer coisas absolutamente di-vi-nas, sei também que há coisas que são simples e até bem prazerosas de se fazer com as próprias mãos. Acho que isso é de cada um, de cada momento, e de cada situação: afinal, bolo quentinho e feito em casa pela gente é ótimo; mas #QuemNunca curtiu saborear um “bolo da vovó”*, que anda fazendo escola pelo Rio afora?

Essa eu vi no Pinterest, que está cheio de DIY de todos os tipos. Veja como um CD se tornou um bom molde para as rosinhas de feltro. Depois de cortar é só enrolar e colar com cola quente. Com elas decore paredes, portas, faça quadrinhos ou mesmo uma guirlanda como a da imagem.

Essa eu vi no Pinterest, que está cheio de DIY de todos os tipos. Veja como um CD se tornou um bom molde para as rosinhas de feltro: depois de cortar é só enrolar e colar com cola quente. Com elas, decore paredes, portas, faça quadrinhos ou mesmo uma guirlanda como a da imagem.

Pois é, mas de uns tempos para cá, por diversos motivos que não só a crise econômica financeira moral ética política social pela qual passamos (Ufa! Tá demais, hein? smiley13 ), tenho divulgado no Twitter do blog links com ótimos “DIY” (“Do It Yourself“, do inglês, “faça você mesmo”), para fazer uma coisinha aqui, outra ali, para toda a casa. De um simples guardanapo pintado à mão a uma verdadeira escrivaninha para seu filho estudar, há gente que faz por si mesmo de um tudo! E compartilha na grande rede, claro…

Ideia fácil e super organizadora: fixe um porta revistas em metal perfurado na porta de seu armário de cozinha para acomodar caixas diversas.

Ideia fácil e super organizadora: fixe um porta revistas em metal perfurado na porta de seu armário de cozinha para acomodar caixas diversas.

Daí que, neste post, decidi mostrar algumas coisinhas simples para fazer para sua casa que ficam muito legais para decorar ou como utilidades. São dicas fáceis de fazer para que, uma pessoa minimamente prendada – não precisa saber bordado Richilieu**, por exemplo! surpreso – consegue fazer e ficar feliz por ter dado um trato na casa. Vamos lá?

Feitos com papeis coloridos e/ou estampados e muito bom gosto na escolha dos motivos...

Feitos com papeis coloridos e/ou estampados e muito bom gosto na escolha dos motivos…

... os quadrinhos que guardam maçãs, cerejas, xícaras ou quaisquer outras delicadezas ficam ótimos em quartos de pequenos. Clique para ver maior.

… os quadrinhos que guardam maçãs, cerejas, xícaras ou quaisquer outras delicadezas ficam ótimos em quartos de pequenos. Clique para ver maior.

Estes quadrinhos ficam lindos em quartos de meninas: basta um papel ou papelão firme branco como base e um molde para recortar em papeis coloridos, estampados, revistas – enfim, o que pintar – modelos de coisas bem delicadas . Note que os desenhos são idênticos e têm espaços certinhos entre si, ou seja: você tem que calcular os tamanhos para ficar bonito assim…  Depois, basta uma moldura branca “tipo caixa” (que fica afastada do elemento emoldurado, deixando espaço para que haja volume) e voilá: lindos e exclusivos quadrinhos para o quarto de suas filhas!

Observe as cores, distâncias e formato dos triângulos escolhidos para decorar esta parede: tudo perfeitinho!

Observe as cores, distâncias e formato dos triângulos escolhidos para decorar esta parede: tudo perfeitinho!

Este é especial: já pensou em decorar uma parede todinha com adesivos coloridos exclusivos? Pode ser do tamanho e forma que você quiser e um bom papel adesivo você encontra nas boas papelarias – atualmente têm vários que podem ser removidos sem “machucar” a tinta da parede, inclusive. Note que, para ficar bonito mesmo, você tem que saber o tamanho da área a ser coberta (largura e altura), para calcular qual o tamanho de seu elemento. Se você não tiver paciência para tanto, experimente cortar quadrados em cores bem distintas e tamanhos diferentes entre si e cole tudo juntinho. Mas preste atenção: para ficar “apresentável”, não pode ter nada torto ou mal colado, nem com aspecto de “deu um jeitinho”. Se errar, refaça. Ideia ótima para uma série de situações, mas eu apostaria num hall/corredor de entrada e em um quarto de criança.

Você também pode fazer luminárias com latas menores, basta procurá-las por aí!

Você também pode fazer luminárias com latas menores, basta procurá-las por aí!

Luminária de lata? Sim, e super fashion! No SPFW do ano passado, o designer “dublê de cenógrafo” Paulo Alves criou luminárias exclusivas para o Lounge do evento. Vi no blog Fashion Frisson, da Adriana Alfaro, a belezinha que é super fácil de fazer, mas que precisa de uma certa força – eu, por exemplo, dependo de um HOMEM para furar esta lata para mim, confesso…  – Pegue latas de tinta, lave-as e limpe-as bem. Perfure toda a superfície com furinhos iguais usando um prego e sem deixar rebarbas para fora. Pinte o exterior da cor que você quiser – Paulo usou o preto, bem acertadamente para que a luz interna se destacasse ainda mais – e fixe um soquete para lâmpada no fundo da lata. Neste ponto ainda é preciso mais talento: você deve fixar o soquete com um parafuso ou algo parecido e perfurar a lata de novo, para passar o fio que trará eletricidade para a lâmpada. A fixação do fio no ponto de luz é coisa para quem entende de elétrica, mas não é tão complicado assim, acredite. Preste atenção ao tamanho desta lata, viu? Não fica bom se a distância entre o teto e o piso do espaço onde você quer colocar esta luminária for pequena, nem é recomendável usar várias delas em um ambiente pequeno. Mas se estiver tudo ok, escolha lâmpada amarela para que a luz fique ainda mais bonita e aproveite!

*“Bolo da Vovó” é um nome ‘genérico’ que criei para as inúmeras cadeias de lojas que vendem bolos prontos, fofinhos e muito gostosos – sem recheio nem cobertura – que têm se multiplicado por nossa cidade. Em qualquer bairro tem pelo menos “uma portinha” que oferece estas maravilhas e, a cada dia que passa, vejo novas franquias aparecendo. smiley18

**O bordado Richilieu (acima) é de origem francesa e vem do nome do cardeal que foi primeiro-ministro do Rei Luís XIII no século XVII. Chegou ao Brasil pelas mãos habilidosas de portuguesas que vieram aqui morar e passaram a técnica para nossas mães e avós. É muito difícil de fazer, posto que, além de saber bordar com linhas finíssimas, tecidos especiais como o linho, é necessário recortar partes do desenho – normalmente folhas e flores – e dar um novo acabamento também com bordado.

Nota final: só pra que ninguém pense que eu não sou prendada, saibam que esta blogueira sabe cozinhar do trivial simples a sobremesas de média dificuldade, faz crochê e tricô desde a infância e já teve mesinha de cabeceira feita com caixas de papelão e découpage  . Portanto, é apaixonada por artes manuais e valoriza muito quem faz para vender. E, finalmente, adoraria ter um tiquinho de tempo para cultivar estas delícias que, hoje em dia, são apenas hobbies para mim…

Related Posts with Thumbnails
Share

Deixe um Comentário