nav-left cat-right
cat-right

A Expo Revestir vista por Joyce Diehl

Lançamento da Portinari, a coleção "Mundi" é um dos destaques de Joyce Diehl na Expo Revestir 2016.

Lançamento da Portinari, a coleção “Mundi” é um dos destaques de Joyce Diehl na Expo Revestir 2016.

Uma das mais inteligentes e perspicazes editora de publicação da área de arquitetura, decoração e design na internet, Joyce Diehl comanda a revista eletrônica Revestir de onde avista tendências, movimentos e caminhos dos revestimentos e dos inúmeros elementos que decoram bem uma casa. Visitante assídua da Expo Revestir, anualmente faz uma análise clara e segura sobre o que viu e o que se destacou no evento. Convidada a escrever para este blog, minha amiga virtual de longa data não só aceitou como elaborou um belíssimo texto. Presente dos ceus para o Casa com Design e para todos vocês, leitores. Aproveitem!

“Decididamente, 2016 não é um ano de lançamentos, de grandes riscos: já estamos correndo risco o bastante com a situação do país como está. A palavra da vez é renovar. Melhorar os produtos já existentes, dando ao consumidor mais poder de escolha do que já tem, dado o imenso leque de escolhas, dado ao grande número de produtos similares, de pesquisa, de busca, de conhecimento nesse mundo que vive 24/7 on line.

Cinquenta tons de cinza? Tudo isso e também cor e brilho: é a nova coleção da Pointer.

Cinquenta tons de cinza? Tudo isso e também cor e brilho: é a nova coleção da Pointer.

E que caminho toma essa renovação? Que não existe um caminho. Se vê isso nos premiados com o “Best in Show – Ceramics of Brasil“, que elege as melhores linhas em categorias mostradas na Expo Revestir: deu de tudo.

Aposto nos produtos que nos dêem possibilidades. Que nos dêem a possibilidade de escolha. Possibilidade de escolha dos formatos, da forma de uso, da cor, do acabamento – que foi do alto brilho ao tosco – do material a ser usado, do design entre o clássico e o arrojado – e falo isso de cubas a metais, passando pelos acessórios e chegando até aos revestimentos e suas atuais possibilidades. Possibilidades de escolher, de fazer como se quer e dar, a cada um de nós, a própria versão sobre o design. E para todos – vide a recém lançada marca Pointer, voltada para o mercado do Nordeste – bem diferente do Sul e Sudeste – que apostou na assinatura de Marcelo Rosenbaum e do estudio O Fetiche, com o mote da “democratização do design”: cor e brilho não faltam. A coleção garantiu à nova marca do Grupo Portobello um lugar ao sol no “Best in Show”.

“Rupreste Sfacettato” da NGK: a pastilha que parece, mas não é (concreto!)

Ganhou ponto o concreto. Praticamente todas as grandes empresas estão trabalhando com esse material, seja sob a forma de cobogós – grande aposta da Solarium, com assinatura de Arthur Casas na peça “Votu” – e também na, ainda tímida, Portobello – que levou prêmio – além da Decortiles. Sob as cada vez mais extravagantes paredes – destaque para várias, entre elas: “Pixel“, de Fernanda Marques, para a Solarium, e as belíssimas apostas da CastelattoInfinity e “Segmentos. E fiquem de olho na Decortiles, que não entrou nessa briga para perder. E até em segmentos não esperados: meu aplauso de pé para o queridinho da vez, que levou o “Best” em pastilhas: a linha “Rupreste Sfacettato” – que parece, mas não é! – e me fez lembrar os bons tempos da arquitetura brasileira.

Outra “queridinha da vez” foi a catarinense Santa Luzia, com seus rodapés fáceis de colocar sobre os já existentes – e com diversas possibilidades de modelos e cores! E de forma inteligente: 90% do material da composição é de resíduos, o lixo virando luxo. E as surpresas das novas linhas da Docol, outra catarinense do coração, que trouxe um abuso de design: a surpreendente Linha “Industrial” e a coloridíssima “DOC“, com seu flexível de toque suave e cores arrebatadoras.

 

A Docol ousa com a linha "Industrial": será que "pega"?

A Docol ousa com a linha “Industrial”: será que “pega”?

No mais, muito volume, onde a luz é coadjuvante na obra final. E muito porcelanato desgastado pelo tempo sobre a madeira, aço ou pedra. E como grande sacada de marketing, meu prêmio vai para a Cerâmica Portinari, com a “Mundi“, série limitada. É correr para comprar.”

Leia outros artigos de Joyce Diehl na revista eletrônica Revestir – ou no “Blog da Revestir

Related Posts with Thumbnails
Share

Deixe um Comentário