nav-left cat-right
cat-right

Coleção “Registros do Tempo” da Yankatu

O delicado marcador de lugar em cerâmica, em forma de flor do campo, da linha de mesa "Joias" da Yankatu, de Maria Fernanda Barros.

O delicado marcador de lugar em cerâmica, em forma de flor do campo, da linha de mesa “Joias” da Yankatu, de Maria Fernanda Barros.

Maria Fernanda Paes de Barros faz um design muito diferente: ao invés de buscar por formas e materiais os mais ‘up to date‘, avançados e por tecnologia de ponta, ela se voltou para o mais simples e para os que alguns chamam de “Brasil profundo”, num intenso garimpo do que há de mais natural, genuíno e bonito de verdade no que se cria espontaneamente em nosso país em lugares distantes dos grandes centros. É por lá que ela encontra peças e detalhes que vão complementar suas próprias criações. Foi assim que conheci o trabalho de sua marca – a Yankatu – no início de 2016, e logo fiz um post aqui – clique e leia pois realmente vale a pena!  . Fiquei fascinada pela ideia e pelas peças e agora fiquei sabendo da exposição “Moldar Mudar – A Vida Moldada no Barro da Alma“, que foi inaugurada no último dia 3 no A Casa – Museu do Objeto Brasileiro em São Paulo, na qual a Yankatu está presente.

Marcador de lugar com porta guardanapos em madeira maciça esculpida.

Marcador de lugar com porta guardanapos em madeira maciça esculpida.

Na verdade a mostra reúne os últimos trabalhos de designers que seguem uma filosofia similar à da Yankatu: o grupo “_Aty” (sufixo na língua Guarani que significa “união de várias partes” – Instagram – IG: @_aty.design), é formado por criativas que têm suas características autorais próprias mas que pesquisam o artesanato brasileiro em viagens de imersão através de histórias, técnicas e tradições das comunidades que visitam e o incorporam ao seu fazer, levando um novo olhar ao que é feito pelos artesãos brasileiros.

Novamente o porta guardanapos: elegância no casamento do design com o artesanato brasileiro.

Novamente o porta guardanapos: elegância no encontro do design com o artesanato brasileiro.

Foi daí que surgiu a coleção “Registros do Tempo” da Yankatu. Maria Fernanda utilizou várias técnicas artesanais para trabalhar a madeira maciça e também a beleza nem sempre evidente da cerâmica da região do Vale do Jequitinhonha – mais precisamente a encontrada na cidade de Coqueiro do Campo, para onde foi a última viagem – suavizando o passar do tempo para que tenhamos um pouco de vagar ao contemplarmos as emoções e histórias presentes em cada detalhe de cada peça.

Detalhe do descanso de talheres.

Detalhe do descanso de talheres.

Dentre as belezas criadas nesta coleção, o que vi que mais me encantou foi a Linha de Mesa “Joias“, composta por porta guardanapos, descanso de talheres, marcadores de lugar e delicados buquês para presentear os convidados. Feitas na maior simplicidade, deixam qualquer mesa absolutamente linda! Os materiais foram a cerâmica do Vale do Jequitinhonha e madeira maciça de reuso. A linha pode ou não vir em uma caixa de madeira maciça cujo fecho é uma flor. De uma delicadeza sem fim, como vocês podem ver nas imagens deste post.

A coleção na bela caixa também em madeira maciça que a guarda: elegância clássica.

A linha na bela caixa também em madeira maciça que a guarda: elegância clássica.

Mas há muito mais para ver. A coleção é realmente das mais bonitas e no site da Yankatu você pode conferir a bela estante “Contas“, mais mesas e mesinhas, banco e pendente, tudo dentro do pensamento bem acertado e bem dirigido de Maria Fernanda. Para mim, um verdadeiro show de design autêntico e inovador. Coisa das mais exclusivas e bem inspiradas. Coisa para se renovar a alma, de verdade!

Nota: Apesar de continuar agosto afora, claro que uma mostra como esta faz parte da DW! São Paulo Design Weekend 2017, né gente?

Serviço:
Moldar Mudar: a vida moldada no barro da alma
De 3 de agosto a 1º de setembro de 2017
De segunda a sexta, das 10h às 18h
A Casa – Anexo
Avenida Pedroso de Morais, 1.234, Pinheiros – SP

Related Posts with Thumbnails
Share

Deixe um Comentário