nav-left cat-right
cat-right

Vamos usar mais as guirlandas?

A peça que deu origem ao post: já pensou receber os amigos com sua porta de entrada com um adorno desses?

Noutro dia vi no Instagram uma belíssima guirlanda, feita com limões galegos, saudando a chegada da Primavera. Me chamou a atenção o fato de que, no Brasil, só temos o hábito de usarmos guirlandas na época do Natal para ornamentar as portas de entrada principal de nossas casas, e mesmo assim, nem todos as utilizamos: é um hábito “importado”, mais comum na Europa e na América do Norte. Daí que fui pesquisar um pouco sobre a origem das guirlandas e do por que este item tão bonito não “pegou” em nossa cultura, já que existem tantos modos diferentes de se criar uma delas, dando um toque de bom gosto e criatividade à decoração de festas e épocas festivas à casa.

A clássica guirlanda de Natal: mesmo sendo a mais comum e esperada, pode ser confeccionada com imensa diversidade de materiais.

A clássica guirlanda de Natal: mesmo sendo a mais comum e esperada, pode ser confeccionada com imensa diversidade de materiais.

Primeiro fiquei sabendo que a origem da palavra é francesa: ‘guirlande‘ se origina do italiano ‘ghirlanda‘ e significa basicamente um ornamento feito com flores, frutas e/ou ramos entrelaçados. Usadas especialmente no período do Natal, também podem ser utilizadas em outras ocasiões festivas. A tradição surgiu em Roma, pois os romanos acreditavam que presentear com um ramo de planta trazia saúde, mesmo motivo pelo qual usavam coroas de galhos e folhas ensejando saúde.

Em tecido e feltro para porta de quarto de maternidade

Em tecido e feltro para porta de quarto de maternidade.

Mas as guirlandas também são conhecidas como Coroas do Advento, isto é, objetos circulares usados no período das quatro semanas que antecedem o Natal. Alguns elementos acessórios tornam a guirlanda um símbolo cheio de significado: seu formato em círculo significa a perfeição, sem começo nem fim, rico em harmonia. O universo tem a forma circular e nele encontramos o ciclo do tempo, do ano. Durante o advento, velas de várias cores são acesas simbolizando desde a vigília dos fiéis até o nascimento de Jesus. O verde dos ramos da coroa traz esperança, anunciando vida nova. Em resumo, a guirlanda é um símbolo de proteção. A igreja católica adotou a coroa do advento no início do século XX.

Inteiramente feita com rolhas de vinho: que tal para sua próxima noite bebericando com os amigos?

Inteiramente feita com rolhas de vinho: que tal para sua próxima noite bebericando com os amigos?

No antigo Egito, as guirlandas eram confeccionadas para serem colocadas nas portas dos templos, usadas como adornos de cabeça e como enfeites nas múltiplas festividades religiosas. Na Índia eram também consideradas como um símbolo de boas vindas e expostas nas casas durante todo o ano junto ao brasão familiar. Os hindus também acreditavam que ela servia de proteção contra demônios e má sorte. Há registros que, na Alemanha, por volta do século XIX, os colonos comemoravam a chegada do Natal acendendo grandes fogueiras e que, aos poucos, esse costume foi sendo difundido e adaptado ao interior das casas, em miniatura, momento em que criaram a guirlanda. No Brasil seu uso foi adotado com a chegada de missionários vindos da Alemanha e de brasileiros vindos da Europa.

Toda feita com bolas de encher amarradinhas entre si, a guirlanda pode servir de ornamento para festa ou quarto infantil.

Atualmente as guirlandas resgatam os significados ancestrais de símbolo de boas vindas, de proteção e de abundância. Colocar uma guirlanda na porta de casa é sempre uma visão carinhosa de boas intenções, representando paz, prosperidade, evolução e recomeço, e por isso mesmo elas continuam adornando a porta de entrada de lares ao redor do mundo no Natal – e em diversas outras ocasiões do ano, se as pessoas assim o desejarem. E por isso, nos perguntamos: por que não utilizarmos mais guirlandas para decorar, enfeitar e augurar coisas boas, pensar em proteção e abundância e desejar boas vindas a quem chega em nossas casas?

A belíssima guirlanda de conchas do mar pode servir tanto para o Reveillon quanto para festas de verão.

A belíssima guirlanda de conchas do mar pode servir tanto para o Reveillon quanto para festas de verão.

Se formos pensar que o significado e o objetivo do uso da guirlanda fixada logo na porta de entrada é o de indicar que se trata de um momento festivo e de muita alegria naquela casa, vamos acabar por concluir que criá-las e utilizá-las não precisa – nem deve! – ficar restrito ao período do fim de ano. Aí, eu observo as fotos deste post e fico imaginando o momento em que guirlandas estarão presentes em todas as casas, escritórios, consultórios: anunciarão noivados, casamentos, o nascimento de um bebê, ou as bodas de ouro de um casal bem feliz. Claro que existirão as que ‘apenas’ receberão os visitantes com um “bem vindo”, as que lembrarão que é primavera, verão, Natal o Ano Novo. E também as que curtirão as cores bonitas do outono ou até mesmo a calma do inverno. O importante é deixar uma mensagem de beleza e de bom astral para quem passa!

Fechando com outra proposta para Natal, feita com suculentas: mais brasileiro e mais atual.

Fechando com outra proposta para Natal, feita com suculentas: mais brasileiro e mais atual.

Related Posts with Thumbnails
Share

Deixe um Comentário